Pipodélica

pipodelica.jpg 

O Pipodélica, de Florianópolis, está armando sua volta com músicas inéditas. A banda que deu um tempo e fez pouquíssimos shows no último ano, está enfurnada no estúdio do Ameixa (Ambervisions), terminando o segundo álbum. Na semana passada, já que estou de férias, fui levar minha querida mãezinha no médico lá. Como o negócio ia demorar, dei um pulinho no escritório do menager, Cristiano Chaussard, para bater um papo despretencioso.

Chaussard e os pipodélicos são grandes amigos que fiz nessa rock life e gosto muito do som do Pipodélica. Papo bai, papo vem, e lá pelas tantas o homem me soltou a novidade. “Teremos disco do Pipodélica na praça”, disse.  Eu já me animei com a novidade e bah! Cristiano me deu oportunidade de ouvir no seu mp3 player algumas novas faixas que os guris estão terminando. Numa rápida audição eu primeiramente senti que eles estão com um som mais experimental e menos pop. Barulhinhos e guitarras permanecem no trabalho dos quatro e o baixo inconfundível do Telmo Leonardo também. Acho que vem coisa boa por ai, é só aguardar.

Depois ouvi uma versão bem diferente para “She´s Living Home”, dos Beatles que virá em alguma coletânea online de bandas brazucas sobre o disco famoso dos fabfour de 1967. Ah!, só para lembrar, o Pipodélica mantém um site (www.pipodelica.com.br) onde é possível baixar gratuitamente as músicas da banda e mais recentemente, todas as versões que eles gravaram para coletâneas tributos, trilhas de filmes etc. etc. etc.

Vou Paul McCartney no Correio

paul.jpg 

É, eu tive que começar a escrever aqui algo sobre os Beatles. O rapaz acima, hoje sir Paul McCartney, é o motivo destas mal traçadas linhas digitas a 01h00. Aos 65 anos de idade, sir Paul é sem sombra de dúvidas um dos mais completos compositores do mundo e hoje, apesar de sua idade avançada, o homem ainda mostra um vigor desgraçado para gravar discos. Até parece que foi ontem que eu comprei o disco Chaos and Creation in The Backyard, lançado em 2005.

Agora estamos em 2007 e em plena comemoração dos 40 anos de lançamento do Sgt. Peppers, o velho Paul lança o álbum Memory Almost Full. O disco, que mais parecem sobras de Chaos, foi lançado pela rede de cafeterias Starbucks, com seu novo selo. O ano foi tão maluco para este cara, que até a EMI, gravadora que o acolheu por 40 anos, foi dispensada pelo ex-beatle. Isso sem falar do divórcio da modelo perneta Heather Mills, que levou uma parte da fortuna do cara para sua própria casa. Mas o lance é que aos 65 anos, sir Paul McCartney continua vendendo e continua fazendo hits.

O site dos fãs de Beatles no Brasil – http://www.thebeatles.com.br é um dos maiores portais sobre os Beatles na lingua portuguesa. Vários fãs participam e sempre tem novas notícias sobre os fab e também novidades e raridades. Vale a pena conferir.

Charges

Esse blogo aqui ainda está em fase de testes, pois eu não consigo ainda resolver o problema das charges. Isso que dá ser um estúpido em web.

Eu vi o diabo comendo… ah, deixa pra lá

jesus3.jpg

Camboriú, uma cidade aqui ao lado de Balneário, é polo sul-americano de crentes. Com certeza o meu amigo Ramiro Pissetti gostaria de visitar Camboriú…

O Anti-Pagode

A Shit Maker Videos tem a honra de apresentarrrrrrrrrr!!!

O ANTI-PAGODE

Estrelando: Eu mesmo

Diretor: Alyson Darugna

http://www.youtube.com/watch?v=tWA-OxUscLo

Son Volt – Search (2007)

son-volt.jpg

Mar 8

Hora de falar sobre wrock!

A banda Son Volt é uma das boas coisas que sairam do falecido Uncle Tupelo, ex-banda de Jeff Tweddy, atual vocalista e letrista do Wilco. Na época do Tupelo, Jeff tinha Jay Farrar como companheiro do que a mídia chama de alt country, produziram bons discos juntos. Vieram os anos 90 e cada um foi para um lado. Jeff com o seu folk rock no Wilco e Jay mantendo a tradição do Tupelo no alt country, ou vice e versa.  A banda liderada por Jay é uma das poucas que você pode colocar o disquinho na vitrola ou no seu emepetrês player e sair fora do ar. Search, álgum deste ano, é fantástico do início ao fim.

Son Volt – The search (2007)

01. Slow hearse
02. The picture
03. Action
04. Underground dream
05. Circadian rhythm
06. Beacon soul
07. The search
08. Adrenaline and heresy
09. Satellite
10. Automatic society
11. Methamphetamine
12. L train
13. Highways and cigarettes
14. Phosphate skin

http://www.megaupload.com/pt/?d=4QTLJVVK

Betão e Os Pernas Mecânicas

1182831205_f.jpg

Em breve…

Chargista de jornal

assumidades32.jpgassumidades3.jpg

Desde os anos 90 eu me aventuro em fazer charges ou cartoons. Criei até personagens. Com a minha recente aquisição, uma impressora multifunção, eu estou desenterrando do fundo do baú, muitas coisas.  Entre elas, meus desenhos da época de jornal Tribuna Catarinense. A página 01 era minha, eu fazia o desenho e achava que eram boas piadas. Revirando os desenhos, achei este de 2005, quando o Dado Cherem assumia a saúde e o pessoal assumia o novo salário mínimo. Hoje, depois de escaniada a charge, dei uma atualizada na piada. Quase todos os tópicos mudaram, só o do Gláuber (que continua gay) e do Zè, esse continua ganhando pouco.

Iniciando as atividades

Este sou eu, que vos escreve.

Well, rock and roll is good, but…

 Mais uma tentativa e eu quero entrar para o roll dos bloggers, para mostrar um pouco das merdas que saem da minha cabeça. Acho que não ter muito o que fazer durante as férias, me fazem pensar em algumas coisas que na minha mente eu considero um pouco útil.

Uma breve biografia sobre minha pessoa: Rafael Weiss, brasileiro, catarinense, riosulense e balne-camboriúense por adoção. Jornalista, radialista, cartonista e músico, enfim, um rapaz multimedia. Gosto de rock, acho que já deu para perceber, e espero que gostem do meu espaço na Web.

Vamos nos conhecendo rapaziada.