Morreu Júpiter Maça


Flavio Basso tinha 47 anos e morreu hoje em Porto Alegre.

Flavio Basso tinha 47 anos e morreu hoje em Porto Alegre.

O dia 21 de dezembro de 2015  foi uma merda. Começou para mim com problemas no trabalho, uma conversa amarga com um prestador de serviço. A tarde, a notícia do incêndio que destruiu o Museu da Lingua Portuguesa em São Paulo e agora há pouco, soube do falecimento de Flávio Basso, 47 anos, mais conhecido como Júpiter Maçã, ocorrido em Porto Alegre.

A maioria das pessoas erra feio em falar que o Rock Gaúcho são Engenheiros do Hawai ou Nenhum de Nós, a essência do Rock Gaúcho era Flavio Basso. Não somente por ele ter passado por bandas como TNT ou Cascaveletes, mas por personificar um movimento de música autoral fora do eixão, que simplesmente marcou e ainda marca a música, o rock nacional. Atrás de caras como Flavio, o Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, trouxeram para este mundo musical, MUITA GENTE boa, todas influenciadas nesse start chamado Júpiter Maçã, Júpiter Apple, enfim, mutante, Flavio Basso era um gênio e ao mesmo tempo, compositor de grande valia.

Nesses poucos minutos que soube de sua passagem, fiquei procurando na minha memória a primeira vez que ouvi uma canção sua. Foi lá em 1997, quando ouvi pela primeira vez Miss Lexotan 6 mg. Demorou mais uns 4 anos para que eu fosse até uma apresentação sua pessoalmente. Aquele universo psicodélico dos anos 1960, que eu havia somente lido nos livros e visto nos filmes, se transportou imediatamente para minha mente. Aquele show que vi em Porto Alegre, com o Sétima Efervescência tocado na íntegra + algumas de sua fase Apple, me deixaram com uma imensa sensação de prazer e satisfação.

Anos depois, alguns shows, algumas chalaças com os amigos para comemorar o rock, eis que em 2015 o Flavio estava aqui pela região. Alguns shows… infelizmente eu não pude ir. Até falei para minha garota “ele vai voltar, aí a gente vai…”…  é Letícia, me enganei, vamos ter que nos contentar com discos, vídeos e visualizar nosso amigo Flavio pelo cosmo…

Rest in Peace.

 

Comente

Cometários