Festival Barriga Verde: entrevista com Autoramas


autoramas2-1023x682

Eles já estiveram na minha casa. Eles já foram atrações em duas edições do Festival Mundo47. Eles já estão na estrada há 15 anos. No próximo sábado eles retornam a Santa Catarina para uma série de shows. A volta será em Rio do Sul, no Lance Cultural, participando do Festival Barriga Verde, organizado pela Microponto Produções e Coletivo Barriga Verde com apoio do Mundo47.

Nesta volta ao estado, participam de uma turnê bacana com uma outra banda de qualidade. A Fabulous Bandits, do Paraná. As duas bandas estão circulando pelo país com o apoio da Jaggermeister, num bus em viagens alucinantes, estilo Magical Mystery Tour. Além deles, o Festival Barriga Verde (Ingressos R$ 20,00 antecipados e R$ 25,00 na hora), traz mais seis bandas. Será um sábado de “RRRRRROOOOCK” na Capital do Alto Vale do Itajaí, uma das cidades mais rock and roll de Santa Catarina.

Um pouco antes da chegada das bandas para os shows em Santa Catarina, a baixista Flávia Couri e o baterista Bacalhau, deram uma palavrinha com o site Mundo47. Por e-mail, eles conversaram com a gente sobre a turnê, sobre a cena musical, sobre os 15 anos de estrada do Autoramas e o que vem por aí na história desta banda que faz acontecer na cena independente do Brasil. Confira!

 

MUNDO47: Pessoal, como surgiu essa nova turnê de ônibus com o Fabulous Bandits?

 

Flavinha: Fizemos dois shows com os Fabulous Bandits no começo do ano e foi pintando a idéia de fazer uma turnê juntos. Eles conseguiram o ônibus com patrocínio da Jaggermeister e nos chamaram, Estamos todos muito felizes com realização da tour, e quero agradecer os Fabulous pelo convite.

 

Bacalhau: Depois de um show que fizemos em Londrina no Vitrola Bar junto com os Fabulous Bandits em fevereiro de 2013 lançando o nosso disco Música Crocante percebemos que o show do Fabulous foi bem bacana e que as duas bandas juntas nesse dia foi muito bom e vislumbramos a idéia de fazer uma tour juntos pelo Brasil. Foi quando o Diogo do Fabulous Bandits ligou alguns meses depois dizendo que a idéia  havia sido aprovada e já tínhamos o patrocínio da Jägermeister para o que veio se chamar Unchained Tour.

1383484_616218208421957_1239740787_n

 

MUNDO47: A turnê já realizou shows em algumas cidades, como tá o clima com a rapaziada? Já tem alguma história boa para contar?

 

Flavinha: O clima está ótimo, diversão no palco e na estrada! Bom, temos garrafas de Jaggermeister no camarim em todos os shows, então histórias engraçadas é o que não faltam, mas a que eu lembro agora não dá pra contar aqui!

 

Bacalhau: Está muito alto astral todos os shows estão demais! Saímos de Franca em direção para mais um show em Brasília no meio do caminho pegamos dois temporais bem fortes daqueles de diminuir a velocidade para não haver nenhum de acidente, isso fez que ocoresse um atraso que nos levou a chegar em Brasília na hora exata do Fabulous entrar no palco. E no final deu tudo certo e foi showzão e com casa lotada.

 

 

MUNDO47: O Autoramas comemorou recentemente 15 anos de banda. Como vocês avaliam este tempo todo junto? 
Flavinha: Num mundo onde a música é vista muitas vezes como uma mercadoria descartável, 15 anos de estrada é para poucos. Ter uma carreira sólida como a do Autoramas é fruto de muito trabalho – e muita criatividade.

 

Bacalhau: Estaremos comemorando os  15 anos do Autoramas o ano inteiro, estamos no meio da Unchained Tour e mais Festivais e cositas mais. Percebo que estamos sempre evoluindo como banda e isso é muito bom,  pretendemos viver assim pra sempre.

 

 

 

MUNDO47: A banda é muito respeitada no Brasil e fora dele, mas o que não aconteceu foi, digamos, um estouro em todo o Brasil, como aconteceu antigamente com Raimundos, Charlie Brown e outras bandas de rock. Para vocês, o mercado do rock no mainstream acabou? 

 

Flavinha: O mercado mudou muito, com a quebra das grandes gravadoras e o crescimento da cena independente. Não dá pra comparar com essas bandas, porque o cenário é totalmente diferente. Hoje temos muitos selos de médio porte e festivais em todo o Brasil, e o Autoramas sempre esteve na vanguarda do mercado independente – na verdade ajudou a criá-lo – então conseguimos fazer muitos shows em todo o país e fora dele e viver da nossa música, mesmo sem estar no “mainstream”, o que é um privilégio.  Na real, essa divisão entre mainstream e independente também já perdeu um pouco o sentido, porque tocamos também em festivais mainstream como o Rock in Rio e fazemos programas de TV. O que importa é seguir com a nossa carreira e continuar a fazer boa música.

 

MUNDO47: A banda faz diversos shows anualmente na Europa. Como são esses shows por lá, já que a maioria das músicas são em português?

 

Flavinha: Em março de 2013 fizemos nossa décima turnê européia. Na primeira vez, pensamos – como todo mundo – que o fato de cantarmos em português poderia ser uma barreira. Mas pra nossa surpresa, acabou dando um charme a mais, inclusive muitas bandas alemãs, francesas e espanholas que cantam em inglês, após assistir nossos shows, vieram nos falar que iriam começar a arriscar músicas em  suas próprias línguas. Outro “mito” que derrubamos foi o de que pra uma banda brasileira fazer sucesso lá fora tem que fazer música tradicional brasileira, como bossa nova, ou colocar um pandeirinho… Descobrimos que o rock é a linguagem universal e que nosso rock é muito brasileiro sim e original – as críticas que recebemos dos gringos ressaltam que fazemos um “hot blooded garage rock, que temos muito suíngue. Os shows na Europa são ótimos, a cada turnê mais pessoas conhecem a banda, mais convites aparecem e incluímos mais países na agenda. Na Espanha já tocamos em festivais grandes como Primavera Sound e o Turbo Rock, ao lado de grandes bandas. Acho que junto com a Alemanha, são os dois países que mais curtem nosso som, são povos muito festivos que curtem um rock pra dançar!

 

Bacalhau: Os shows por lá são sempre divertidos e alto astral.Eles adoram que cantamos em português soa muito interessante pra eles.Já tocamos Alemanha,Aústia.Bélgica,Itália,Portugal,Inglaterra,Dinamarca,Holanda e Espanha.

 

 

MUNDO47: Em 15 anos a banda lançou bons EP´s, álbuns e também um DVD pela MTV. O que o Autoramas tem planejado para o disco após o Música Crocante?

 

Flavinha: O nosso novo DVD, Autoramas Internacional, já está na fábrica e vai ser lançado ainda esse ano. É uma seleção de imagens de nossas turnês pelo mundo e pelo Brasil desde 2008. Muitas cenas de backstage, shows, histórias engraçadas e situações inusitadas em 15 países diferentes, está muito bom! Gravamos, também, um EP de 4 faixas com o BNegão com produção do Roberto Frejat, para registrar a parceria do show do Rock in Rio. A versão online pode ser conferida em streaming no site www.musinova.com. Estamos vendo qual a melhor forma para lançar também no formato físico. E um próximo álbum de estúdio para 2014 também já está nos nossos planos.

 

MUNDO47: O Música Crocante foi um álbum que a banda gravou uma música da banda catarinense Liss, como foi esse contato para gravar a canção? 

 

Flavinha: O Gabriel curtiu muito a música, mostrou pra gente e sugeriu fazermos uma versão. A música é ótima e se encaixou muito bem no repertório do disco!

 

Bacalhau: O Gabriel recebeu o cd ou mp3 do disco da Liss e me disse que havia uma música que poderíamos gravar pro disco novo me enviou, ouvi e gostei de cara e gravamos no disco.

 

MUNDO47: Para os próximos álbuns, vocês pensam em buscar composições novas de outros artistas para fazer sua versão?

 

Flavinha: Se acharmos uma música boa, sim!

 

Bacalhau: Claro é uma idéia pretendo pedir algumas músicas pra alguns compositores que gostamos mas não vou dizer quais!!

 

 

 

 

MUNDO47: Neste sábado a banda toca em Rio do Sul. O que o público local pode esperar para este show?  

 

Flavinha: Alô galera de Rio do Sul, neste sábado venham curtir muito RRRRROCK e Country Rock com Autoramas & Fabulous Bandits!  Já adianto que vai rolar uma participação surpresa no nosso show, não percam!

 

Bacalhau: Rio do Sul pode aguardar pelo melhor show de RRRRRRRRRock  do Festival Barriga Verde e espero ver todo mundo lá pra curtir conosco.

 

Comente

Cometários